Home / Destaque2  / Perfil: Mulheres à frente de clube de charuto

Quando falamos em clube de charutos, o que sempre vem à cabeça é aquele ambiente cheio de fumaça com homens poderosos fumando charutos cubanos e tomando seu uísque certo? Errado! Esse poderia até ser o estereótipo de alguns anos atrás, mas hoje o que encontramos é um universo diverso e bem diferente dessa imagem. No Espaço Quai D’Orsay Premium Cigar Lounge no Bairro dos Jardins, em São Paulo, duas mulheres estão à frente da operação do clube, e arrasam !

Priscila Roschel, de 37 anos, trabalha desde 16 anos no comércio. Hoje atua como Relações Públicas e sócia do Espaço Quai D’Orsay. Após 12 anos atuando no varejo do mercado de luxo, foi proprietária de dois restaurantes e de uma loja de purificadores franceses de ambientes por 7 anos. “Ao oferecer o produto as redes de tabacarias como um acessório para tirar o cheiro de charuto, me identifiquei com o ramo. A primeira que visitei foi o Espaço Quai D’Orsay, paixão à primeira vista e a minha primeira experiência de degustação correta de charuto. Já havia fumado, porém com amigos e não sabia o que significava este mundo.”, conta Priscila. Formada Cigar Sommelière pela IACS (International Association of Cigar Sommeliers), atualmente Priscila também atua como consultora para eventos, palestras e experiências no mundo dos charutos.

Já outra sócia do Espaço, Aline Silvestre, de 27 anos, também é Cigar Sommelière pela IACS e responsável pelo bar anexo a loja do Espaço Quai D’Orsay. Além disso, é criadora de coquetéis autorais para harmonização com charutos oferecidos pela casa em uma carta que leva sua assinatura.

Juntas, elas indicam, ensinam, orientam e promovem experiências sensoriais exclusivas e personalizadas, que podem ser inclusive oferecidas como vale-presente para os apreciadores de charutos e harmonizações.

patriciazmelo@gmail.com

NO COMMENTS

Sorry, the comment form is closed at this time.