Home / Mundo  / Entenda por que o inverno pode ser o divisor de águas para a saúde e beleza da sua pele

Por que será que nossa pele fica mais desidratada no frio? O estudo “Changes in filaggrin degradation products and corneocyte surface texture by season”, publicado em 2018 no British Journal of Dermatology e coordenado por diversos pesquisadores europeus, explica exatamente por qual razão isso acontece: as células da pele literalmente encolhem no frio e prejudicam uma proteína chamada filagrina, que ajuda na hidratação natural. Para evitar essa desidratação, é necessário beber mais água, usar hidratantes e apostar em uma boa alimentação. “Devemos considerar também que fatores comuns das épocas mais frias do ano, como o uso de aquecedor, banhos mais quentes e longos e menor transpiração e ingestão de água também podem favorecer a desidratação da pele”, explica a Dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética. Mas se você tiver cuidado, o inverno pode ser um divisor de águas para a saúde e beleza da pele. “Devido aos menores índices de radiação ultravioleta no inverno, as áreas que acabaram de passar por procedimentos ficam menos expostas ao sol, o que diminui o risco do surgimento de manchas na pele e o escurecimento da cicatriz, complicações comuns após procedimentos estéticos por falta de cuidados do paciente com relação ao sol”, destaca o cirurgião plástico Dr. Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Segundo o Dr. Mário, a baixa temperatura do inverno também pode minimizar o inchaço após a cirurgia plástica ou um procedimento menos invasivo, diminuindo assim o tempo de recuperação. “Isso porque o calor é um dos grandes causadores do inchaço, principalmente quando o paciente já tem uma predisposição natural à retenção de líquidos”, completa o cirurgião plástico. “Além disso, o frio ainda diminui a inflamação pós-operatória, aliviando edemas, desconfortos e dores.”

Cuidados em casa

Além da rotina skincare adaptada ao período, o maior e melhor cuidado que você pode ter em casa com sua beleza (e também com a saúde) é com relação à alimentação. “Uma alimentação equilibrada está entre os principais itens que ajudam a deixar a pele bonita, jovem e hidratada. São os alimentos que você consome regularmente que definem a aparência e qualidade do tecido cutâneo, não apenas em um mês, mas também em um, dois anos ou mais. A alimentação com perfil antioxidante é uma das principais formas de prevenção do envelhecimento, inclusive da pele, enquanto uma dieta rica em alimentos pró-inflamatórios pode causar diversas disfunções, desde acne ao aparecimento de rugas precoces”, afirma o médico nutrólogo Dr. Juliano Burckhardt, membro Titular da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) e da International Colleges for Advancement of Nutrology. “Existem diversos alimentos que possuem capacidade antioxidante para combate do estresse oxidativo. Nutrientes como Vitamina C, Vitamina E, oligoelementos, selênio, zinco, carotenoides e polifenóis como resveratrol podem ser usados. Porém, ainda que nutrientes isolados sirvam como antioxidantes, o ideal é investir em alimentos que sejam ricos em uma grande variedade dessas substâncias. A categoria alimentícia que inclui temperos e ervas é a que contêm mais alimentos ricos em antioxidantes. Além disso, frutas vermelhas e vegetais de todas as cores, no geral, também figuram entre alimentos que contêm antioxidantes em quantidades médias e altas”, afirma o Dr. Juliano.

Com relação ao skincare orientado pelo médico, a temperatura mais fria pode ser perfeita para o uso de ácidos. “Os ácidos estimulam a renovação celular da camada mais externa da pele, diminuindo a coesão das células e reduzindo a espessura da camada de queratina, o que torna a pele mais luminosa e com uma textura mais uniforme”, destaca o dermatologista Dr. Daniel Cassiano, da Clínica GRU e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Mas cuidado para não utilizar esses produtos de forma exagerada, pois, caso contrário, pode ocorrer um ressecamento extremo da pele com consequente surgimento de irritação e vermelhidão. A renovação superficial da pele pode ser feita com esfoliantes. Um produto interessante para essa etapa é o Esfoliante Facial Tribeca, da B.URB, capaz de remover impurezas e células mortas da pele, desobstruindo os poros e ajudando na renovação celular. Com sementes de Apricot (damasco) em sua composição, o produto é ideal para higienizar e hidratar o tecido cutâneo. 

patriciazzanotti@gmail.com

NO COMMENTS

Sorry, the comment form is closed at this time.