Search

Mostra Internacional de Teatro de São Paulo retoma após dois anos com espetáculos internacionais e estreias nacionais

A mais importante mostra de teatro do País está de volta. Após dois anos de espera, acontece neste início de junho a oitava edição da MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo, que apresenta três montagens internacionais, sete espetáculos nacionais e uma coprodução de Brasil e Argentina.

Por Rafael Filipe Ferreira

A abertura foi por conta do espetáculo francês Estadium (Estádio), com texto e direção de Mohamed El Khatib e que mostrou, através de depoimentos em vídeo e presenciais, as emoções de uma torcida de futebol, fazendo referência sobre questões que vivemos em sociedade, como a violência e a discriminação. Entre os depoimentos, está o de um homem que se veste de mascote e de outro que teve uma bandeira costurada a mão por sua mãe antes dela vir a falecer por conta de uma doença.

No intervalo ainda foi possível sentir a mesma emoção de um estádio com a distribuição gratuita de batata frita e cerveja. No final da peça os atores saíram pelas escadarias do teatro, onde cantaram e dançaram músicas típicas em frente à sala de espetáculos, com participação dos espectadores.

Antes do início da apresentação, houve o discurso de autoridades e de apoiadores, como  o secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, e a secretária municipal de Cultura, Aline Torres, o diretor regional do Sesc-SP, Danilo Santos de Miranda,  o diretor cultural do Itaú Cultural, Eduardo Saron e o diretor-geral da MITsp, Guilherme Marques.

A mostra vai acontecer até 12 de junho em diversos espaços culturais da cidade. Entre os destaques está o solo alemão Vale da Estranheza, que traz a figura de um robô com a aparência do escritor e dramaturgo alemão Thomas Melle, que faz uma palestra onde reflete sobre liberdade, tecnologia e saúde mental.

Outro destaque é a estreia nacional História do Olho – Um Conto de Fadas Pornô-noir (2022), dirigido por Janaína Leite. O espetáculo investiga a relação entre teatro e pornografia ao contar a história de três adolescentes em suas descobertas sexuais.

Confira a programação completa:

Vale da Estranheza (Uncanny Valley – 2019) | Rimini Protokoll | Alemanha

Duração: 60 minutos | Recomendação: livre

Local: Sesc Belenzinho (R. Padre Adelino, 1000 – Belenzinho, São Paulo – SP)

Datas: 08, 09, 10 e 11/06 – quarta e quinta, às 21h e sexta e sábado, às 17h e às 21h

História do Olho – Um Conto de Fadas Pornô-noir (2022) | Janaina Leite | Brasil

Duração: 180 min. – com intervalo | Recomendação: 18 anos

Local: Teatro Paulo Eiró (Av. Adolfo Pinheiro, 765 – Santo Amaro, São Paulo – SP)

Datas: 10 a 12/06 – Sexta e sábado, às 20h e domingo, às 18h

Antes do Tempo Existir (2022) | Andreia Duarte e Denilson Baniwa, Kenia Dias, Lilly Baniwa e Ricardo Alves Jr. | Brasil

Duração: 80 min. | Recomendação: livre

Local: Teatro Cacilda Becker (R. Tito, 295 – Lapa, São Paulo – SP)

Datas: 10 a 12/06 – Sexta, às 18h e sábado e domingo, às 21h

Espetáculo que busca a memória longínqua dos povos originários e um diálogo entre as variadas existências no planeta.

Um Jardim para Educar as Bestas (2022) | Uma criação de Eduardo Okamoto, Isa Kopelman, Marcelo Onofri e Daniele Sampaio | Brasil

Duração: 55 min. | Recomendação: 12 anos

Local: Biblioteca Mário de Andrade (R. da Consolação, 94 – República, São Paulo – SP)

Datas: 04, 05, 11 e 12/06 – sábado e domingo, às 17h

 Através de um duo de piano e atuação, o espetáculo dialoga com textos de Ariano Suassuna, Guimarães Rosa e Euclides da Cunha, e mistura narração, representação, movimento e música.

Tragédia e Perspectiva I – O Prazer de Não Estar de Acordo (2022) | Alexandre Dal Farra, Lisandro Rodríguez | Argentina, Brasil

Duração: 85 min. | Recomendação: 16 anos

Local: Galpão do Folias (R. Ana Cintra, 213 – Santa Cecília, São Paulo – SP)

Datas: 06 a 12/06 – Segunda a domingo, às 20h

No espetáculo, com produção da MITsp, cinco pessoas se encontram em volta de uma garrafa de água. São indivíduos desencantados que revisam as suas posições, as suas discordâncias, mudam de posição, descobrem coisas sobre si mesmos, e sobre os outros, cometem crimes e se amam.

Foto: Reprodução Facebook MITsp

Write a response

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close
Close