Search

37ª edição do Panorama da Arte Brasileira – MAM São Paulo anuncia obras inéditas

Propondo uma reflexão sobre o enfrentamento do cenário de emergência das pautas sociais e ambientais no Brasil e se comprometendo com a promoção de igualdade étnica, de gênero e classe, o MAM apresenta a partir do dia 23 de julho, a 37º edição do Panorama de Arte Brasileira do Museu de Arte Moderna de São Paulo, com a curadoria de  Claudinei Roberto da Silva, Vanessa Davidson, Cristiana Tejo e Cauê Alves.

A mostra “Sob as cinzas, brasa” reúne obras de 26 artistas, a edição deste ano traz um número significativo de obras inéditas e comissionadas, voltadas à diversidade e pluralidade da produção artística, mas que ao mesmo tempo dialogam e criam aproximações entre si. 

Segundo os curadores “A experiência com a arte pode retomar nossa capacidade de projetar o futuro, de imaginar utopias, já que estamos no meio da catástrofe tentando apagar incêndios – e incendiando símbolos coloniais. Para algumas sociedades arcaicas, o futuro está justamente no passado, na relação com os ancestrais, ou seja, distante da visão vanguardista moderna de estar à frente do próprio tempo. Enquanto as brasas queimam sob as cinzas, diversos artistas recontam histórias, propõem diálogos a partir de suas próprias vivências, de suas origens, repertórios, da terra, do barro, da borracha, do desenho, de objetos cotidianos, da tinta e da tela, do vídeo, de narrativas, de histórias, da arte, de mapas, de bandeiras, de monumentos e de corpos”. 

As instalações, fotografias, pinturas, vídeos e esculturas expostas são manifestações poéticas que propõem enfrentar os desafios das relações humanas, sociais, políticas e geográficas. Para contemplar esta edição, o Museu de Arte Moderna de São Paulo buscou expandir suas fronteiras, utilizando como parte do circuito de obras o espaço do Jardim das Esculturas, com obra de Jaime Lauriano, e firmando parceria com o Museu Afro Brasil que recebe as obras dos artistas Davi de Jesus do Nascimento e Lídia Lisboa. “A parceria com o Museu Afro, inédita no contexto dos Panoramas, vem de encontro com a intenção do MAM de dar continuidade a parcerias com as instituições vizinhas no Parque, assim como foi o caso com o MAC USP, na mostra ‘Zona da Mata’, e com a Bienal, na exposição ‘Moquém_Surarî: arte indígena contemporânea’,” comenta a presidente do MAM, Elizabeth Machado.

Vai lá: Museu de Arte Moderna de São Paulo 

Endereço: Parque Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portões 1 e 3)

Horários: terça a domingo, das 10h às 18h (com a última entrada às 17h30) 

Foto: Divulgação

Write a response

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close
Close