Search

Beleza renovada em 2024! Aposte nesses 10 procedimentos para começar o ano com um rosto radiante

Adotar uma rotina skincare, manter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos, ter boas noites de sono e evitar o tabagismo e o consumo de álcool são algumas promessas que você pode fazer na virada do ano para conquistar uma pele muito mais bonita e saudável. Mas, para quem deseja algo a mais e quer começar o ano com uma pele renovada e, além disso, um rosto realmente jovem e exuberante, vale a pena investir na realização de procedimentos estéticos para cuidar da face e combater alterações como manchas, rugas, flacidez e vasinhos. Abaixo, um time de especialistas listou algumas opções de tratamentos para apostar em 2024. Confira:

Toxina botulínica: Figurando entre os procedimentos mais realizados no mundo, a toxina botulínica segue como uma das melhores opções para o tratamento de rugas e linhas finas. “Se aplicada corretamente, a toxina botulínica age interrompendo a ação entre o nervo motor e o músculo, o que paralisa a musculatura. Desse modo, eliminamos as rugas, já que estas são consequências da contração muscular”, afirma a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery). A médica ressalta que a substância também pode ser usada de maneira preventiva, para retardar o aparecimento de rugas, e até para elevar as sobrancelhas. “No entanto, os resultados não são definitivos, sendo recomendada a realização de manutenções a cada três ou quatro meses”, acrescenta a cirurgiã plástica.

Bioestimuladores de colágeno: Outro procedimento injetável que tem ganhado muita popularidade é a aplicação de bioestimuladores de colágeno, que ajudam a combater a flacidez e promover sustentação. “Para realizar o bioestímulo de colágeno, geralmente utilizamos substâncias como o ácido polilático ou a hidroxiapatita de cálcio. Quando aplicadas na pele, elas promovem uma inflamação muito controlada que provoca estímulo e aumento do número de fibroblastos, causando uma maior produção de colágeno naquela região. É uma técnica muito interessante para promover sustentação da pele e pode ser realizada em diversas regiões do rosto, incluindo bochechas, mandíbula, queixo, têmporas e pescoço, conforme indicação”, esclarece a Dra. Lilian Brasileiro, médica especialista em Dermatologia.

LipoCube: O Lipocube é um pequeno cubo que permite que a gordura, coletada do próprio paciente no consultório sob efeito de anestesia local, seja transformada em um material rico em células-tronco e fatores de crescimento com propriedades rejuvenescedoras e regeneradoras da pele e tecidos. “Como esse dispositivo é capaz de quebrar a gordura em diferentes tamanhos dependendo da necessidade, conseguimos realizar um rejuvenescimento global da face, tratando todos os fatores envolvidos no processo do envelhecimento do rosto, da reabsorção óssea e dos compartimentos de gordura até a perda da qualidade da pele”, destaca o dermatologista Dr. Renato Soriani, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), expert em tecnologias dermatológicas e ex-coordenador do Departamento de Laser e Tecnologias da SBD (2017-2021). Segundo o especialista, além de excluir a necessidade de lipoaspiração, outra vantagem do Lipocube está no fato de ser capaz de obter um material com uma quantidade muito maior de células-tronco e fatores de crescimento em comparação a outros métodos de processamento de gordura. “Isso melhora a capacidade regenerativa do tratamento e, consequentemente, o resultado.”

Megaderme Duo: O Megaderme Duo conta com uma radiofrequência microagulhada multilayer que é capaz de melhorar significativamente a flacidez graças a sua capacidade de tratar todas as camadas da pele, com ação na camada gordurosa, SMAS (Sistema Muscular Aponeurótico Superficial, uma estrutura de suporte da face) e ligamentos. “A flacidez pode ser da pele, dos músculos ou de ambos. A pele geralmente está sobreposta ao músculo e acompanha sua tonicidade. Por isso, o tratamento deve ser feito também nessa camada”, diz o Dr. Danilo S. Talarico, médico pós-graduado em Dermatologia Clínica-Cirúrgica e professor nos cursos de Dermatologia, Tricologia, Transplante Capilar (Cirurgia Capilar) e Medicina Estética. “No tratamento da flacidez em regiões de pele mais finas, usamos a Eletroderme Tradicional (radiofrequência microagulhada), já em peles mais espessas utilizamos a Eletroderme XL (radiofrequência multilayer). Ao ser emitida nas camadas da pele mais atingidas pela flacidez, a energia de radiofrequência promove aquecimento para causar uma remodelação tecidual que devolve a vitalidade das fibras de colágeno e elastina que os fibroblastos e a Matriz Extracelular (MEC) suportam”, explica o especialista. Ou seja, há estímulo de formação de novo colágeno e remodelação dos tecidos para melhor sustentação. “A grande vantagem dessa tecnologia são as agulhas facetadas que garantem infinitamente menos dor em comparação às tecnologias antigas no mercado”, acrescenta.

Laser ND:Yag: O laser ND:Yag 1064 é o que existe de mais específico para o tratamento dos vasinhos que surgem na face, chamados de telangiectasias, que conferem alguns anos à aparência e são extremamente difíceis de serem camuflados com maquiagem devido à coloração e calibre das veias, segundo a cirurgiã vascular Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. “O laser ND:Yag 1064 apresenta excelente efetividade no tratamento das lesões vasculares. São realizados disparos de laser que agem no sangue dentro do vaso, queimando-o por dentro, o que leva ao seu fechamento”, explica a Dra. Aline, que afirma que o tratamento tem bons resultados, é seguro e confortável, já que a dor é amenizada com uso de aparelhos resfriadores de pele.

Atria: O ultrassom microfocado Atria é um tratamento coringa indicado para vários processos do envelhecimento. “O Atria gera uma energia capaz de penetrar profundamente na pele e gerar pontos de coagulação na camada desejada, incluindo as mais superficiais, para estimular a produção de colágeno, a musculatura, causando uma contração no músculo, e até a gordura, ajudando a reduzi-la. O procedimento promove dois diferentes estímulos para criação de novo colágeno, por conta da aplicação com a ponteira de scanner e a de caneta”, explica a dermatologista Dra. Ana Maria Pellegrini, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Dessa forma, conseguimos, por exemplo, combater rugas, promover efeito de lifting facial, melhorar os contornos do rosto, reduzir a papada e diminuir a flacidez em lugares como face, colo e pescoço.”

Hydrafacial: A experiência de hidrodermoabrasão do Hydrafacial é uma excelente estratégia para restaurar a pele, recuperando sua saúde e tornando-a mais saudável, luminosa e exuberante. “O Hydrafacial promove melhora instantânea da qualidade da pele, auxiliando na  uniformização do tom e da textura e no aumento da firmeza, viço, maciez e brilho da pele graças à patenteada tecnologia Vortex-Fusion®️ presente nas ponteiras, que possui um design espiral exclusivo capaz de gerar um efeito de vórtice que, combinado à tecnologia de sucção a vácuo do equipamento, consegue expelir e remover facilmente as impurezas da pele enquanto fornece soluções hidratantes”, explica a dermatologista Dra. Mônica Aribi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. “Rápido e completamente indolor, o procedimento tem protocolos que podem ser completamente personalizados para atender as características e necessidades específicas de cada tipo de pele, com boosters, peels, LED’s, perks e terapia linfática”, acrescenta a especialista.

Pico Ultra 300: O Pico Ultra 300 é um laser de picossegundos, tecnologia considerada o tratamento padrão-ouro para reduzir a aparência de manchas e hiperpigmentações e melhorar a uniformidade da pele. “O Pico Ultra 300 é um laser ultrarrápido que trabalha com pulsos em picossegundos para fragmentar o pigmento causador das manchas para que possa ser eliminado pelo organismo. Por atuar por meio de reações fotoacústicas sem que haja conversão para um efeito fototérmico, o equipamento possibilita o uso de energias altíssimas para potencializar resultados, mas com desconforto reduzido e sem risco de causar efeito rebote”, diz o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O Pico Ultra 300 ainda pode ser realizado após a aplicação de uma pasta de carbono na pele para melhorar significativamente a luminosidade e a textura do rosto. “O laser desempenha um efeito fotoacústico na pasta de carbono que está dentro dos poros. Isso faz com que a parede dos poros cole uma na outra e o poro se fecha. Ao mesmo tempo, a pele fica com mais viço e luminosidade”, completa o dermatologista.

Deep Plane Facelift: No campo dos procedimentos cirúrgicos, uma grande novidade para tratar casos de flacidez é a realização de lifting facial com a técnica de Deep Plane Endoscópico. “Essa técnica elimina a necessidade de cortes ou cicatrizes na frente da orelha. A incisão é feita na região temporal, dentro da área do cabelo e, por meio dela, o cirurgião faz um deslocamento por videocirurgia dos ligamentos em plano profundo, o que traz resultados bons e mais naturais”, explica o cirurgião plástico Dr. Jair Maciel, membro coordenador do capítulo de Face da Associação Brasileira de Cirurgia Plástica (BAPS). A videocirurgia no Deep Plane Endoscópico consegue fazer uma dissecção de plano profundo em toda a região facial, da área da incisão (no couro cabeludo) até a mandíbula. “Esses tecidos são elevados e reposicionados”, destaca o Dr. Jair. “Anteriormente, os procedimentos de lifting facial poderiam resultar em uma aparência esticada e artificial. No entanto, as técnicas modernas se concentram em abordagens mais profundas, com reposicionamento da camada muscular, e poupando um pouco a pele. Além disso, os cirurgiões também se concentram na restauração dos volumes faciais, em vez de simplesmente esticar a pele”, destaca o cirurgião plástico.

Rinoplastia ultrassônica: Quem deseja alterar a estética do nariz para tornar o rosto mais harmônico pode apostar na rinoplastia, que teve uma evolução considerável graças ao avanço tecnológico. Hoje, é possível realizar a técnica conhecida como rinoplastia ultrassônica, na qual se utiliza um aparelho que emite vibrações ultrassônicas para tratar a parte óssea do nariz de forma menos traumática. “Essa técnica tem como vantagem o fato de ser mais precisa e preservar estruturas importantes do nariz, como cartilagem, mucosa e vasos sanguíneos presentes na região, resultando em menos inchaço, sangramento, hematoma e inflamação no período pós-operatório. Isso faz com que o processo de recuperação do procedimento seja mais rápido e mais tranquilo, permitindo ao paciente retornar às atividades rotineiras mais rapidamente”, explica o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez, membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS). “Além disso, por ser mais precisa, os resultados da rinoplastia ultrassônica são mais previsíveis, além de ocasionar cicatrizes menos aparentes, já que, nesse procedimento, não há necessidade de incisões na parte externa do nariz”, completa.

Write a response

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close