Search

As três irmãs e A semente da Romã são encenadas simultaneamente no Sesc Pompeia

Por Rafael Filipe Ferreira

Nestes tempos conturbados de mudança, o que iremos levar conosco para passar às gerações futuras e o que deixaremos para trás? O que é essencial para nós e de que teremos que abrir mão? Essas são algumas das questões que nortearam as investigações de As Três Irmãs, uma das obras-primas de Anton Tchekhov, e A Semente da Romã, obra inédita de Luís Alberto de Abreu.

Os espetáculos funcionam de forma autônoma e só podem ser vistos pelo público em dois dias diferentes, ou seja, a simultaneidade é somente para os atores. O público pode escolher se vai assistir as duas peças ou apenas uma, sem prejuízo da experiência estética. 

O elenco conta com grande elenco, como Walderez de Barros, Antônio Petrin, Luiz Carlos Vasconcelos e até uma participação em vídeo de Sérgio Mamberti, que iria fazer parte do elenco, mas faleceu em setembro de 2021.

A peça As Três Irmãs conta a história de Irina, Macha e Olga, que vivem no interior da Rússia e sonham em voltar a morar em Moscou, onde passaram a infância, mas que, por algum motivo, nunca conseguem concretizar este desejo.

O texto inédito A Semente da Romã reúne em cena três gerações de atores, que estão nos bastidores do último dia de apresentação de As Três Irmãs. Enquanto esperam suas entradas, esses atores refletem sobre a situação política e cultural do país, sobre o futuro da arte, do teatro e de suas próprias vidas, criando uma fina trama entre as proposições do texto de Tchekhov e a sua realidade.

Serviço:

A Semente Da Romã / As Três Irmãs

Duração: 180 minutos, com intervalo de 10 minutos (cada peça).

Até 7 de agosto

Sexta e sábado: 20h / Domingo: 18h

Sesc Pompeia – R. Clélia, 93

Foto: Divulgação

Write a response

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close
Close